Carlos Eduardo inaugura 3ª Residência Terapêutica para pacientes com transtorno mental

Exibindo Casa 2.jpegExibindo Casa 2.jpegExibindo Casa 2.jpegExibindo Casa 2.jpegExibindo Casa 2.jpegExibindo Casa 2.jpegExibindo Casa 2.jpegf97a542c-d5f0-4df4-bc01-b8313cfc8243

O prefeito Carlos Eduardo entregou, na tarde desta sexta-feira (20), a terceira Residência Terapêutica de Natal, localizada no bairro do Pitimbu, zona Sul da cidade. A casa funciona como rede de assistência às pessoas com transtornos mentais graves. No total, 12 pessoas oriundas do Hospital Psiquiátrico João Machado estão morando no local.

A residência foi totalmente reformada e equipada e está preparada para receber, também, pacientes com alguma deficiência física. Esta nova moradia dá a oportunidade aos pacientes de morar em uma casa digna, com espaço de liberdade, assistência de profissionais de saúde mental e todo o apoio para voltar a serem cidadãos.

“Vendo esta casa tão bonita e que foi preparada com todo carinho pelo pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, tenho o sentimento de ser útil para a população da nossa cidade, principalmente, para aqueles que mais precisam de atenção. Um prefeito não faz nada sozinho, por isso, agradeço a cada profissional que se dedicou para que esta Residência Terapêutica pudesse ser inaugurada”, disse o prefeito Carlos Eduardo.

A primeira Residência Terapêutica de Natal foi inaugurada na gestão anterior do prefeito Carlos Eduardo, que deixou tudo encaminhado para a criação da segunda unidade. Os planos do chefe do Executivo Municipal é inaugurar a quarta Residência Terapêutica de Natal. Essas casas são uma forma de reintegrar portadores de transtorno mental grave – que passaram anos internados em hospitais psiquiátricos e desataram os laços com suas famílias – na comunidade.

Executada pelo Ministério da Saúde em parceria com estados e municípios para garantir a humanização do atendimento, os serviços residenciais terapêuticos são casas localizadas no espaço urbano, constituídas para responder às necessidades de moradia de pessoas portadoras de transtornos mentais graves, institucionalizadas ou não. O principal objetivo é criar uma moradia para aquele que passaram anos internados em um Hospital e tiveram os laços quebrados com a família.

“Com essa unidade da Residência Terapêutica praticamente zerou o número de pacientes que moravam no Hospital João Machado. É bom lembrar que essas pessoas estão em condição de alta, mas precisam de atenção e cuidado. Como a maioria delas perdeu o contato com familiares próximos, elas são encaminhada para essas Casas”, explicou o secretário municipal de Saúde, Luiz Roberto Fonseca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s