Criação do Parque Tecnológico de Natal é defendida pelo prefeito Carlos Eduardo no Motores do Desenvolvimento

image

Consolidar Natal como um polo de tecnologia. Esse está sendo, segundo o prefeito de Natal, Carlos Eduardo um dos caminhos escolhidos por sua gestão para o desenvolvimento da capital potiguar. Durante sua participação na abertura da 27ª Edição do Motores do Desenvolvimento, nesta segunda-feira (27), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte – FIERN, o gestor listou uma série de ações de apoio e fomento aos projetos tecnológicos, em sua maioria com a parceria da UFRN, e destacou o projeto da Prefeitura, que tramita na Câmara Municipal para criação do Parque Tecnológico de Natal.

Esta edição do “Motores do Desenvolvimento” tem o tema “UFRN e os Parques Tecnológicos Inovação para o Desenvolvimento” e contou com a presença do Ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab.

Participar da abertura de mais essa edição do Motores do Desenvolvimento é iniciar a semana da melhor maneira possível. Adquirindo conhecimentos e compartilhando com todos os presentes uma saudável troca de experiências e de ideias. Mais ainda diante do tema escolhido”, disse o prefeito Carlos Eduardo.

O prefeito destacou as ações do Município na área de tecnologia e sua importância para o desenvolvimento local. “Na prefeitura mantemos uma profícua e cada vez mais intensa parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Aliás, minha convicção em buscar na UFRN o celeiro de iniciativas que possam chegar ao cidadão e a cidadã é anterior a minha função de gestor municipal”, discursou o prefeito.

Carlos Eduardo relembrou de ato de sua autoria, quando ainda exercia a função de Deputado Estadual. À época ele formulou a proposta de regulamentação da Constituição Estadual que resultou no primeiro tratamento institucional à área da Ciência e Tecnologia a partir da criação do Fundo Estadual e do Conselho de Ciência e Tecnologia. “O ex-reitor Ivonildo Rêgo que é atual diretor da Metrópole Digital já foi um parceiro nosso desde aquela ação”, citou o prefeito.

Carlos Eduardo também enfatizou as ações para a implantação do Projeto Natal Digital que visa interligar as unidades administrativas, escolas, unidades básicas de saúde e a população, utilizando tecnologia ótica e sem fio de forma a atender as demandas da sociedade em longa distância. 

“Agora, em 16 de março, portanto, há 3 meses, encaminhamos para a Câmara Municipal o projeto de criação do Parque Tecnológico de Natal. Mais uma iniciativa em parceria com a Universidade, unindo a academia, o poder público, e a iniciativa privada. Por esse projeto de lei concedemos incentivos fiscais a empresas que trabalhem com tecnologia da informação em uma área delimitada na proximidade do campus central da UFRN, onde está situado o Instituto Metrópole digital”, mencionou o prefeito Carlos Eduardo.

De acordo com o Prefeito, o Parque Tecnológico de Natal tem inúmeras vantagens. “No nosso caso, por se tratar de um parque tecnológico urbano, temos a vantagem de não ser necessário grandes investimentos em infraestrutura, a não ser na extensão da rede de fibra ótica, projeto que a Universidade já está levando a efeito. A mão de obra capacitada temos como desenvolver com o Instituto Metrópole Digital, cabendo ao município dar o incentivo fiscal necessário para estimular o empreendedorismo. As tecnologias de informação e comunicação, as redes de dados de banda larga, as plataformas abertas serão fontes de criação de riqueza da nova economia, na qual Natal pretende assumir um lugar de liderança”, justificou com entusiasmo.

Pelas projeções de Carlos Eduardo, o Parque Tecnológico de Natal, implantado com o modelo proposto, irá permitir o engajamento e a participação acelerada de todos os atores relevantes para a criação de riqueza dessa nova economia. “O desenvolvimento do ambiente de inovação de Natal vai refletir a cooperação entre a academia, na geração do conhecimento, e a prefeitura, no estímulo à criação de um ambiente propício a essa inovação. Esse ambiente, por sua vez, vai atrair “empresas-âncora” dos diversos setores e incentivar a criação e aceleração de novas empresas, criando uma base tecnológica que responderá às necessidades do mercado local, gerando emprego de alta qualificação e renda. Ou seja, é um ciclo que se fecha, com o retorno da receita da qual o município abre mão em breve espaço de tempo”, explica.

O prefeito aproveitou a oportunidade para listar outras ações na área de ciência e tecnologia, com destaque para a participação de Natal na Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas e o acordo de cooperação técnica realizado com a UFRN por meio de ações integradas para o desenvolvimento de soluções urbanas inovadoras, entre elas segurança pública, mobilidade urbana, turismo, saúde, educação.

“Essa é uma jornada em constante mutação. Definimos a rota a partir da proposta de instalação do Parque Tecnológico de Natal que esperamos seja votado e aprovado pela legislativo municipal. Ai teremos os instrumentos para tornar realidade essa iniciativa. Nossa convicção é que o Parque Tecnológico de Natal será um verdadeiro motor do desenvolvimento socioeconômico, como se propõe a ser também esses seminários”, concluiu Carlos Eduardo. 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s